Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007

SEGREDO DE TI

                                                              

 

 

Desde ontem que só me apetece ler poesia. Sem poetas não podia viver. Este é o meu lado melhor, embora pouco prático. Aqui vai uma, de uma poetiza com quem eu concordo sempre. Gosto da maneira autêntica como escreve e como sente. Isto é uma pequena amostra.

TENHO SEGREDO DE

TI

MEU AMOR DE MEU INVENTO

 

CONVENTO ONDE TE

FECHO

COM O MEU CORPO LÁ DENTRO

 

TENHO SEGREDO DE

TI

ONDE TE PRENDO E ME DEITO

 

E ONDE TE ROUBO

 AS MÃOS

PARA AS PÔR SOBRE O MEU PEITO

                                                M.T.H.

 

 

publicado por empatia às 13:28
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De preconceitos a 3 de Fevereiro de 2007 às 18:32
Como podes saber se a maneira como escreve e como sente é autentica ?
São palavras emotivas e bem arrumadas, mas o sentimento e a autenticidade, são-lhe emprestados por nós, leitores atentos.
Senti o poema.
De empatia a 17 de Março de 2007 às 02:39
Ainda consegues sentir os poemas? Com o esforço que fazes qualquer dia deixas de sentir seja o que fôr!

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. CHINELOS

. ESCURIDÃO

. QUARESMA

. SEGREDO DE TI

. ORAÇÃO DE UMA INFIEL

. VIVER

. GATOS

.arquivos

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds